1 de maio de 2012

On the Rain-Slick Precipice of Darkness: Precipício da Escuridão: um jogo de comédia

FELIZ FERIADO PARA TODOS!

Provas acabaram, por enquanto, e finalmente eu pude acordar 12:00 sem nenhum despertador, mãe chamando que estou atrasado, nem nada dessas coisas. Feriado é um bom dia pra passar em casa. E sabe o que é melhor que só passar em casa? Jogar algo novo! Tipo o O Precipício da Escuridão na chuva.




-Roxas, que droga de título de jogo é esse?
É que em inglês é On The Rain-Slick Precipice Of Darkness, Precipício da Escuradão na Chuva Lisa. Bom, não faz muita diferença ler em inglês ou português, é tudo a mesma caca.
Mas vou dizer uma coisa bem legal desse jogo. Ele é super engraçado porque é:
E que heteros podem jogar sem se sentirem ofendidos.

História:
    No ano de 1922, o mundo está sendo atacados por robôs pervetidos que só pensam naquilo e o desespero é tão grande que eles fazem até com laranjas.
    Você começa montando seu personagem, em um estilo totalmente cartonizado. Você estava tranquilamente limpando a calçada da sua casa quando um desses robôs simplismente pisa em sua casa e a destrói completamente. Você, abismado, e com muita raiva, decide de vingar desses robôs e, com a sua pá de limpar folhas, vai atrás dele! E seu primeiro parceiro é um gato gordo.
    -ROXAS, DEVAGAR! Não está fazendo sentindo nenhum!
    Aí, andando um pouco mais, você conhece dois amigos que são investigadores nada muito comuns, Tycho e Gabe.

    O seu objetivo é, nada mais, nada menos, que entender whatdafuck is happening. Além de conseguir uma casa nova, porque, né?
Jogabilidade:
    O jogo vai, pouco a pouco, ensinando o jogador como jogar. As batalhas são bem simples: você escolhe qual ataque irá fazer, escolhe quem atacar (mas evite atacar seus aliados ou dar itens bons pros seus inimigos) e ataca. O jeito de jogar é bem parecido com Final Fantasy IX, Active Time Battle, ou seja, você espera seu golpe carregar pra aí sim atacar, é meio por turno que depende da sua velocidade.

    Durante o jogo, há várias vezes que você precisa fazer escolhas pra extrair informações dos NPC's, então leia sempre o que vai falar, não vá clicando loucamente.
Curiosidades:
    O jogo tem toda essa ambientação dos anos 20 e em quadrinhos, me chamou muito atenção justamente por causa disso.
    Ele conta com um humor no-sense mesmo, mas não chega a ser ridículo, é simplismente engraçado.
    Além disso, eu não entendo porquê não há fandoms de Tycho e Gabe. É tão óbvio que ambos são gays quanto o Axel ser homo pelo Roxas.

    Para quem quiser jogar, pode baixá-lo aqui.

-Roxas... Eu não entendi o que aconteceu...

Nem eu, mas eu rio demais jogando. Heteros inocentes conseguem jogar este jogo tranquilamente porque o que tem de gay é beeeeeeem sutil mesmo, só mentes malvadas conseguem notá-lo. Além disso, eu achei muito legal ver o personagem que criei ali, desenhado cartoonizado nas cutscenes. Sério, achei muito legal isso.

Eu recomendo fortemente este jogo.

0 comentários: