16 de janeiro de 2015

Alguns jogos que viraram animes

EEEEEEEESTAMOS DE VOLTA com o nosso grande e querido AK! Ver que o Pedro continua conosco foi a maior alegria que eu poderia receber na grande reabertura!
-RARRAWARARWARW
Sim, minha coisinha lindinha do meu corazzzãozinho, eu estava morrendo de saudades de ter um lugar pra falar um monte de bobage sobre jogos, usar gifs de tumblr e, claro, ser o único homem de um lugar COMPLETAMENTE rosa.
Como eu me lembro bem da vez que quando eu entrei aqui no AK, o primeiro jogo que eu falei foi Blazblue (mentira, eu vi na aba Games), eu pensei em fazer um post especial sobre o tão esperado anime de Blazblue que lançaram nesse tempo que tudo aqui estava desativado. Porém, decidi pegar alguns outros animes que talvez seja a sua cara também!!!! Yaaaaaaaay!!!!!

Ok, a bem verdade é que eu não tava conseguindo falar de um anime que eu achei uma bosta, então estou tentando enrolar vocês....... DDDD:

Blazblue - Alter Memory
Sem grandes spoilers (até porque eu só vi um episódio e não acho que verei mais até me provarem que é bom), conta a mesma história do primeiro jogo da série, com o Ragna tendo um alto valor pela sua cabeça e todo o resto dos personagens do jogo ligado ao Ragna de alguma forma. Jin Kisaragi, o seu par romântico maior inimigo, ao descobrir que Ragna está vivo, fica todo empolgado pra tentar matá-lo de novo (???????????????). O anime começa com uma android, v-No.13, lutando com o Ragna, aparentemente sem motivo algum (??????????????????????????????), sendo ela chamando o Ragna com uma vozinha mais irritante que a dubladora da Usagi, de Sailormoon. A verdade é que todo mundo neste anime/jogo quer o Ragna morto. Pronto, é assim que começa o anime (waaat).

Eu particularmente não gosto quando o anime começa desse jeito confuso, sem dar maiores informações sobre o passado dos personagens que vão aparecendo (que aparece uma pancada de uma vez só nesse primeiro episódio), ou de ir aos pouquinhos explicando o que tá acontecendo. Não dá pra ficar cuspindo personagens e deixando todo mundo que vai mostrando no mistério (tipo, aparecia um personagem, ele tinha 2 falas, TRANSIÇÃÃÃÃÃÃÃO, mostra o Ragna andando). Também pelo o que eu li, a história do anime não é canon em relação ao jogo.

Mas, vindo de um jogo de luta, nós esperamos o que? Lutas fodas. O que recebemos? Umas lutinhas meia boca nesse primeiro episódio. Eu imagino que elas melhorem ao longo do anime, maaaaas...

Bom, qualquer modo, o anime conta com somente uma temporada com 12 episódios, com episódios de 20 minutos e pouco. Tanto a abertura quanto o encerramento são bem fraquinhos comparados com as aberturas dos jogos.

Vontade de continuar assistindo o anime: muito pouca

Shingeki no Bahamut: Genesis

O que dizer de um jogo que mal conheço, mas considero pacas? Bahamut foi um achado pra mim: anime da temporada passada, abertura FODA, animação até bacana (não é UOOOOOOOH, mas é bacana).

Conta a história do Favaro, um caçador de recompensa com personalidade tipo Yusuke Urameshi. Para Favaro, o mais importante pra vida é curtir, sair pra beber, encher o saco de seus amigos e, claro, impressionar cocotinhas. Pra impressionar cocotinhas, tem que contar que já foi e saiu vivo do lugares mais sombrios e mortais da face da terra, como Helheim. Porém, coincidência do destino, um demônio estava passando por perto desse bar onde Favaro estava, e, claro, ele escutou que Favaro já foi a Helheim. O que acontece com Favaro depois disso? Ele se **** e é obrigado a levar o demônio pra Helheim. Anime que começa bem sempre termina bem.

No desenrolar do anime, a gente percebe Favaro tentando se livrar do demônio, Amira, mas também vai criando aos poucos um laço de amizade fofinho. Outros personagens vão aparecendo aos poucos e vão complementando um por um o grande climax do anime: o despertar do terrível dragão Bahamut.

O anime conta com 12 episódios também com 20 minutos e pouco de duração cada um. A abertura é sensacional, simplesmente, já o encerramento, como muitos encerramentos de animes, é meio meh.

Vontade de assistir uma possível segunda temporada: ninguém me segura!

Pokemon Origins

Era ÓBVIO que eu não poderia deixar de citar um dos animes de 2013 (nossa, faz um tempo que o AK ficou desativado O.o). Sem ladainhas, sem coisas fofinhas, sem pokemons falando o seu próprio nome... Pokemon Origins foi feito para aquelas pessoas que jogaram a versão red ou blue (ou firered ou leafgreen) aproveitarem as principais mini-histórias e verem batalhas pokemons de verdade, não o passeio no parque como é a versão de Pokemon com o Ash.
Entretanto, se você não jogou os jogos, vai achar tudo muito rápido e sem explicação, já te adianto.

O anime conta a história de Red aprendendo pouco a pouco sobre como funciona esse novo mundo de Pokemon. Aprende que eles podem morrer, que podem não querer aprender truques novos, que sofrem, são vendidos ilegalmente... E sofre constantes ataques da organização do mal Equipe Rocket, liderada pelo Giovanni. Também conta o terrível arco da Torre de Lavander, aquela mesma que me traumatizou porque eu não entendia porquê meu Fabuloso Charmelleon estava com medo de lutar.

Este ova conta as coisas bem rápido. Ele foi feito mais para trazer a tona as lembranças daqueles que
jogaram os jogos do que de fato contar a história do Red e aprofundar mais na vida dele e dos treinadores (por exemplo, Misty não tem presença alguma, é só uma líder de ginásio). Por conta disso, acaba pulando muitas batalhas que a gente gostaria de ver, só que as que tem.... As que tem são incríveis, especialmente a do Red e Green no final. As outras também são hiper legais, mas essa do final eles capricharam e eu recomendo todo mundo a assistir pra aprender o que é uma batalha pokemon de verdade.

O ova conta com 4 episódios, cada um com 30 minutos e pouquinho de duração. Não tem abertura e graças a deus que não tem, porque tem coisas muito mais importantes que abertura. A abertura é basicamente uma telinha do jogo mostrando "new game" e "continue".

Vontade de assistir uma outra luta entre Charizard e Blastoise: POOOOOOOOOOOOOOH!!!!!!!!!!!!!


-Roxas, o que tem de tão especial nesse anime de Pokemon? Ele pareceu fraquinho...
POR ACASO ESSE OLHAR DE VOU COMER SEU ** É FRAQUINHO?!

0 comentários: