19 de maio de 2011

American McGee's Alice: What's wrong, Alice?

Meu post de quinta passada foi pro espaço!
-Pra quem está se desculpando?
É que foi justamente a semana de manuntenção do Blogger! E eu tinha preparado este post todinho!

[E assim Roxas fica frustado]


-Então por que não postou sexta?
Porque...
.........
Ah, porque.... Porque... Entendeu?

De qualquer maneira, hoje vou falar de um jogo um tanto pertubador. Não é de terror, mas a história pode ser bem grotesca dependendo de quem joga. Oldschool, mas os jogos antigos que são os melhores e mais desafiadores!
Eu simplismente desejava que fosse mais reconhecido:


[Alguém tem noção do quão difícil é achar um trailer em HD? Só achei um em alemão! Então escolhi colocar o que tem tradução, deixando a qualidade do vídeo de lado]


Pelo trailer, já deve notar que é "só mais uma outra releitura de Alice no País das Maravilhas que tenta ser assustadora e..."

NÃO!!

Seres extra-terrestres, andrógenos e unicórnios... Lhes apresento uma das primeiras releituras creepy de Alice no País das Maravilhas! American McGee's Alice!

[Roxas garante]


Desenvolvido no ano 2000, American McGee's mostra que não precisa de ter um gráfico estupendo (coisa que a SquareEnix nega ferrenhamente) para ser um excelente jogo (só mostra quem é mais conhecido e quem não é). Basta ter uma história que absorva nossa alma e tudo estará certo!


  • A história

  • Aos 10 anos, um incêndio acidental acaba por destruir toda a casa da Alice, queimando móveis, brinquedo, os bichinhos de estimação, seu tão adorado livro escrito pelo Lewis Caroll... Seus pais tentam desesperadamente salvar Alice e conseguem! Alice sai sã e salva! É uma pena que seus pais acabam sendo queimados no incêndio e ela, pobre criança de 10 anos, vê tudo aquilo que seus pais levaram anos para construir ir embora... Assim, no fogo. Inclusive eles também irem embora no fogo.

    Creio que deve ser uma cena um pouco chocante para uma criança.

    Pertubada com o ocorrido e com uma família que está com medo da estranha Alice, ela acaba sendo internada em um manicômio, para o seu próprio bem.

    Aos 16 anos, Alice finalmente começa a ter respostas mais aceitáveis para uma pessoa normal. Já responde, comi sozinha... Mas, olha! Quem diria que a Alice tinha salvado um bichinho de pelúcia seu, o Coelho Branco! Dê um sorriso, Alice!
    Pena que ele está meio acinzentado e chamuscado, mas continua sendo o Coelho Branco.

    Mantenha a sanidade da Alice intacta


    O Coelho Branco pede ajuda da Alice, pois Wonderland está sofrendo uma ditadura terrível da Rainha de Copas.
    Sim, aquele Coelho Branco chamuscado e acizentado... Um pouco mais agressivo...
    Também aparenta um pouco mais magro e doente, mas continua sendo o Coelho Branco.

    Com mais esperanças em rever seus velhos amigos, Alice mergulha novamente em Wonderland e o primeiro lugar que ela cai é em uma singela cidade dos duendes. Cuidado, eles podem te matar.
    O gato de Cheshire está do lado da nossa sonhadora e está sempre dando dicas de como chegar mais rápido à Rainha, com seus velhos enigmas e seu largo sorriso.
    "Cheshire, o que aconteceu com você? Parece mais magro."

    Toda Wonderland tomou uma forma doentia e seus amigos não são mais tão seus amigos. O Chapeleiro Maluco acusa Alice pelo ocorrido em Wonderland e deseja matá-la, assim pode recuperar o Tempo o quanto antes.
    A Duquesa enlouqueceu ao ficar sempre perto da Rainha, possui uma fome insacíavel e a Alice, comparado ao resto de Wonderland, parece tão saudável e suculenta.

    Ninguém mais está do lado da Alice, então, todos são seus inimigos.
    Mate todos.


    Deu pra notar que o começo da história é tão pertubado quanto a cabeça da Alice no manicômio. Quando você "morre" no jogo, a Alice do mundo real perde a razão e fica insana, destinada a ficar presa aquele hospital por todo tempo que lhe resta.

    Como eu disse, não é de terror, só possui muitas coisas grotescas.



  • A jogabilidade
    A coisa mais interessante deste jogo é o que você usa como arma.
    Sabes seus bons dadinhos de tabuleiro? Imagine se eles criassem buraco negros?
    Sabe suas cartinhas? E se elas fossem tão afiada quanto uma espada?

    Como é um jogo de pc, não leva muito tempo para aprender a se jogar, tendo como setas direcionais os "W,A,S,D" e o mouse para bater/atirar, algo bem instintivo.

    Há poções durante o jogo que a Alice, desavisada, leu "Drink me" e não pensou duas vezes. Sua aparência não importa muito em um jogo que conta com a sobrevivência e apenas uma vida.

    Obviamente, a arte deste jogo não está nem de longe bonita(LOL, nem é pra ser!). Gráficos quadradões, modelagem bem simples (a contar pelos computadores da época)... Apesar que, para um jogo feito no início do século, está bem trabalhado e as OST ajudam a criar um clima sinistro para o jogo. Ou seja, mesmo alguém que nasceu em 2000 pode muito bem jogar Alice McGee's e aproveitar um bom jogo sinistro (repetindo, sinistro, não de terror).

    Não sendo monótono, possui muitas cenas extras e muitas secretas, sendo nenhuma delas "apenas texto", como muito jogos por aí. Os enigmas soltados pelo Cherrise são realmente essenciais para passar de determinadas fases (exemplo, a fase do xadrez -Alice no País dos Espelhos-), então eu sugiro não ignorar o Cheshire quando ele está falando.

    E, é claro, este jogo possui fucking labirintos fucking impossíveis com monstros fucking phodas e que tiram um fucking dano de você, então você tem que sempre estar pensando em armadilhas para lutar contra eles. Uma estratégia bem simples é bater com o bastão do avestruz e sempre ficar a espreita e escondida quando possível, pra poder jogar sua faca ou cartas de longe.
    Jogar em modos sem ser o Nightmare é para fracos. /challenge

    Vou deixar um pedacinho da jogabilidade para sentirem um pouco mais sobre o clima grotesco do jogo

    [Porque não existe um vídeo que misture a jogabilidade e as cenas extras]

  • Curiosidades

    • Quando começou aquela febre de Alice (obrigado japoneses), eu realmente tive esperanças do filme American McGee's sair, mas foi tudo em vão.
      Quando anunciaram o filme do Tim Burton "Alice no País das Maravilhas", eu tive um surto! Realmente esperava que o Tim Burton ia pegar todo o clima que absorve nossa alma do jogo e colocar em um filme! Ohmeudeus! Afinal, quem não conhece os incríveis clima que o Tim Burton consegue fazer em seus filmes?!
      Depois veio a decepção: o filme Alice in Wonderland pode ser comparado a um passeio no parque pra comer Tortugita em American McGee's Alice.

    • O jogo teve sua capa refeita inúmeras vezes. O motivo foi que o desenho estava assustador demais para ser exposto em lojas onde passam crianças, dizia EA Games, quem comercializou o jogo.

    • Os desenvolvidores do jogo disponibilizaram uma versão para download que pode ser encontrada aqui: Baixaki.
      O jogo não é nem um pouco pesado e eu digo que vale a pena jogá-lo por sua história. Talvez não tenho sido bem sucedido no resumo, mas eu repito que vale muito a pena.


    -Puxa, o jogo parece... Ahnn... Sinistro e panz... Mas o gráfico dele não me agrada.
    Pô, mas o jogo é oldschool! A história e os enigmas do jogo são incríveis!
    -Mesmo assim...
    E se o jogo fosse refeito? Um remake? Que tal para PS3 e X-Box?

    Alice Madness Return - 17 de Junho de 2011


    É só pra deixar bem claro que este jogo é tão bom, mas tão bom, que precisa ser atualizado para a tecnologia que os video games usam hoje em dia.


    Agora que eu falei sobre o American McGee's, posso comentar tendo algum sentido.

    OHMEUDEUS!! MADNESS RETURN JÁ TÃO PERTO!!!! HOWHEWEHWOEHWUOEHWUOEHUWEHWO
    QUANDO JOGUEI AMERICAN MCGEE'S PELA PRIMEIRA VEZ, FOI TÃO LINDO E BRILHANTE!!!1! PASSEI A AMAR ALICE!!! /leu os livros do Lewis depois de ter levado 80 horas de jogo para zerar no modo Nightmare alguns bons anos atrás
    EPIC DO WANT!!! EEEEEEEEEEEPIC DO WAAAAAAAAAAANT NOW!

    [E assim Roxas espera ansiosamente o seu joguinho ter um fucking remake lindo]

    8 comentários:

    Luigi disse...

    Interessante... baixarei quando tiver tempo

    Mad Hatter Vick disse...

    Gostei do jogo Roxas ^^ Estou baixando agora mesmo o/

    Roxas disse...

    Não vai se arrepender! Tenho certeza!
    Eu joguei quando tinha uns... 13 anos, acho... E eu fiquei tão "OHMEUDEUS, PRECISO DA VERSÃO FULL NOW!!! *baixa, demora horas e, depois de baixado, joga por 80 horas*"

    É claro que os produtores do jogo disponibilizaram uma parte minúscula do jogo para ser testada pelas pessoinhas para download.
    Quando quiser o jogo completo, não fale comigo porque é ilícito baixar jogos FULL por torrent, então não mande email pedindo. /piscadinha

    Yori disse...

    OMG OMG OMG EU AMEI O JOGO É TÃO SINISTRO E FODÁSTICO *W*~
    Me interessei muito pelo seu post Roxas, ótimo trabalho *w*

    Daisu disse...

    Tipo, vc tem razão, ele não é assustador, mas é MUITO grotesco. Meus pais não me deixariam baixar nem a páu, iam falar q é ruim para idade ver essas coisas e jogar, ainda pior...

    Roxas disse...

    @Daisu

    Sim sim, a faixa etária recomendada pra jogar American McGee's e Madness Return é de 18 anos mesmo. Tem muitas cenas grotescas ao longo do jogo. A visão dos seus pais tá certíssima.
    Mas, como eu não me importo com isso, joguei aos 13 e não me arrependi.
    trololololololololo

    Falando assim, pareço velho... Só fazem 7 anos que joguei American McGee's, num é tanto tempo assim.
    HUWHEUWHEUWHUEHWUEWHEUWHUEHWU

    Luigi disse...

    ROXAS SUA MALDITA U.U Esse jogo é viciante e impossível de passar ò.ó eu to a 3 horas preso numa fase do começo

    Jessie disse...

    Roxas the fuck bro eu tava jogando agora pouco vem spoilerzar -s ♥