9 de junho de 2011

Wiiiiiiiii iúúúúúúú

Boa madrugada, alienígenas e unicórnios!

Mais uma vez vou pedir desculpas por empurrar com a barriga o Talkshow do Sofá Fedorento sobre Final Fantasy, mas tenho algo mais importante a falar!
Desta vez, não falarei de nenhum jogo.
E sim, de consoles!
Este post poderá ter difamações e será comentado por um leigo! Tenham cuidado ao ler esta matéria e não julgem minha visão simplista!
Eu vou falar dos Consoles que chamaram atenção no evento E3, não da E3, os senhores não se afobem.

[Inocentemente, Roxas comenta sobre o que achou dahora na E3]



Apesar do Site da E3 estar escrito que o evento começava Terça, o grande eventos das mais poderesas empresas de jogos começou Segunda tendo um grande destaque a...
A...
A Nintendo.

Não desmerecendo a Sony (/cry) e a Microsoft (as quais eu considero relevante, perdão Gamers de verdade), a Nintendo com o seu revolucionário Wii U realmente propôs algo de encher os olhos e dar aquela vontade de comprar coisas que logo tornar-se-ão obsoletas e que você não precisa, mas você não pode esperar para ter (é meio a "sensação" do IPad 2).

Segunda-feira, durante minha aula de Cálculo, a Microsoft basicamente apresentou novos jogos ao Kinect, o qual eu gostava de chamar de Projeto Natal.
Dos jogos que foram apresentados, o único que consegui ver foi o Tomb Raider, o que está agustiantimente realístico, a começar pelo gameplay teaser que eles mostraram.
Nunca fui fã de Tomb Raider, mas jogava com meu pai (ele jogava, eu falava pra onde ir... Sem noção do quanto eu tinha pavor da parte dos dinossauros).

Enquanto eu jogava Naruto Accel 2 esquecidamente, acabei por perder o anúncio do PlayStation Vita, o novo portátil da PlayStation:

O qual... Me lembra um IPad.

-PELAMORDEZEUS! ROXAS, ISSO NÃO É UM IPAD!!!

Ele tem tela sensível ao toque, alta definição, sensores, giroscópios... Um Ipad. Com jogos melhores. Com mais sensores.



Enquanto eu estudava para minha apresentação de Programação Orientada a Objetos, eu perdi o vídeo ao vivo, porém, mais tarde tarde, eu vi algo bastante interessante, mesmo sendo meio "nhá, Nintendo":

Uma coisa bastante interessante é a possibilidade dessas "duas telas", ou dois ecrã, que o controle Wii U proporciona. Aquela porcaria de dividir a tela da TV pra jogar Mario Kart, por exemplo, terá os dias contados.
Do jeito que mostraram no trailer, eles não quiserem diferenciar tanto o design do Wii e, se parar pra pensar, haverão jogos de Wii que lembrarão parcialmente a jogabilidade do DS, por causa das duas telas, o que é realmente bacana!
Porém, quantos jogos a Nintendo tem?

Muito bem, ela tem Mario, Zelda... Mario... Remake de Mario... Zelda... Pokemon! Mario... Mario Kart! Zelda! Smash Bros! ... Remake do Super Mario World? Megamen!!! Mario...

Eu espero que possa haver mais jogos pra Nintendo que tenham grande repercussão (como eu esperava que tivesse quando lançou o Wii), e não apenas adaptações de um jogo de XBox/PS2/PS3 pra Wii.

Ah, isso é preconceito mesmo.


O bom da Nintendo ter revolucionado, novamente, nos consoles é que o produtos dela são muuuuuito mais baratos que os de seus concorrentes, isso não nego e fico até com os olhos brilhantes por causa disso.

Só me recomendem um bom jogo(sem ser Mario, Pokemon e Zelda) pra Nintendo que não seja adaptação de outro jogo da Sony pra Nintendo, que aí veremos.

[E assim Roxas lança o desafio para os Nintendistas]

0 comentários: